Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019

Wilson ataca Emanuel e diz que teria "vergonha" de se aposentar aos 32 anos




COMPARTILHE

Na reta final da campanha, enfim, o deputado estadual Wilson Santos (PSDB) endureceu o discurso contra os adversários na disputa a prefeitura de Cuiabá. Conhecido como “galinho de briga”, Wilson vinha adotando um estilo diferente nos primeiros 30 dias de campanha.

Porém, em ato organizado pelo PSB na noite da última quinta-feira, o tucano endureceu o discurso. O alvo foi o deputado estadual Emanuel Pinheiro (PMDB).

Ao falar que aceitou a disputa de última hora para ajudar a população mais pobre de Cuiabá, Wilson colocou que, em quase 30 anos de vida pública, nunca de aproveitou das benesses do poder. “Não sou daqueles que se aproveita dos privilégios do cargo público. Não sou daqueles que finge defender o povo, mas que na verdade defende seu bolso e não tem vergonha de se aposentar aos 32 anos de idade”, assinalou.

Wilson lembrou que, se aceitasse receber o FAP, já teria recebido mais de R$ 6 milhões a título de “aposentadoria”. No entanto, além de recusar o benefício, lutou para extingui-lo na Assembleia Legislativa. “Aos 33 anos, quando completei meu primeiro mandato de deputado estadual, a legislação permitia que requeresse a sua pensão definitiva, garantindo a minha aposentadoria e segurança financeira até o final da minha vida. Eu disse ao Brasil e ao mundo, em novembro de 90, que iria assumir o mandato e iria acabar com esse privilégio desnecessário e absurdo num Estado de tanta gente pobre”, frisou.

A fala de Wilson teve como “endereço” o candidato do PMDB. O deputado estadual é um dos beneficiários do FAP e recebe aposentadoria desde que encerrou seu primeiro mandato na Assembleia Legislativa, em 1999, quando tinha 32 anos.

Outros candidatos já exploraram este caso contra Emanuel. No evento, com cerca de 5 mil pessoas, Wilson reforçou que conta com apoio do governador Pedro Taques na campanha e caso vença a eleição.

Também teceu elogios ao prefeito Mauro Mendes (PSB), e promete dar continuidade a gestão do socialista. “Faço aqui o compromisso de que aqueles secretários de Mauro Mendes que corresponderam as expectativas, vão continuar”, finalizou.


Autor:AMZ Noticias com Assessoria


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<