Sexta-Feira, 03 de Julho de 2020

Governo do estado diz não possuir informações sobre frota de veículos locados por MT




COMPARTILHE

“Até o momento não dispomos de todas as informações solicitadas”. Assim, o Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Administração, respondeu o requerimento apresentado pelo deputado estadual Zeca Viana (PDT), que solicitou informações sobre a frota de veículos que atende ao Poder Executivo estadual (com ênfase nos carros locados).

Durante a sessão matutina da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (27), Zeca Viana usou a tribuna para destacar a falta de comprometimento do Estado em prestar as informações e a falta de controle da administração estadual na gestão da Coisa Pública. “Fico preocupado com desorganização do estado. Não sabem dizer quanto custa um aluguel de carro e nem onde estão os carros. Quem administra essa grande empresa que é o Estado não está fazendo certo”, disse Viana.

O requerimento de solicitação das informações foi apresentado em 17 de maio deste ano e aprovado em dia 22, subsequente. Com o trâmite, o Estado tinha 30 dias para apresentar as informações. “Mas ao invés de apresentarem os dados, apresentaram um ofício pedindo um prazo maior. Espero do Governo do Estado mais eficiência e transparência”, acrescentou Viana. Agora, o Governo do Estado tem mais 30 dias para apresentar os dados.

O requerimento de Zeca Viana foi endereçado ao secretário de Administração, César Zílio. Contudo, o ofício de resposta é assinado por um superintendente. No requerimento, Viana pediu que o estado apresente os dados sobre a frota de veículos que atende ao Estado, como o número universal de veículos; número de carros locados; o valor pago por cada carro alugado; a empresa responsável pela locação; ano do veículo e onde está lotado.

DENÚNCIAS – O pedido de informações foi culminado por uma série de denúncias envolvendo o Governo de Mato Grosso e duas empresas -- investigadas pela Polícia Federal e pelo Senado Federal por estreitas relações com o contraventor Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira. As denúncias ganharam repercussão a partir da publicação de reportagens na revista de circulação nacional Época.

 “A partir do momento que surgem denúncias de que o dinheiro público está sendo mal administrado é preciso confrontar imediatamente. É preciso que o Estado dê explicações à população, revelando, inclusive, os critérios para a contratação desse serviço de locação”, falou Viana.


Autor: Jornal da Noticia com Assessoria


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias